“Na rota das mudanças subtis” ou “O que a Meditação Plena tem feito por mim”

E há aquele dia em que nos damos conta que já há algum tempo não acordamos ansiosos; que, pelo contrário, nos levantamos com uma sensação de tranquilidade e confiança em relação a seja o que for que nos apareça para viver; que paramos para fazer umas quantas respirações antes de tomar uma decisão ou fazer uma escolha; que, ao fazer um agradecimento ou uma oferta, nos questionamos desde onde o estamos a fazer; que nos sentimos bem a proporcionar-nos momentos de silêncio; que passámos a beber o café em presença – até descobrimos que não gostávamos daquele que bebíamos (fazíamo-lo tão depressa que ainda não tínhamos percebido) e tivemos que mudar…

E há aquele dia em que damos um passo atrás mas já não nos importamos com isso: sabemos que faz parte e confiamos que se vão seguir dois ou três para a frente (ou para onde tiver que ser).

Quando nos apercebemos destas subtilezas e temos esta consciência, começamos a acreditar, desde o mais íntimo do nosso ser, que estamos na rota certa para continuar a descobrir o melhor que somos.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s